MELHORE SUA POSTURA, MELHORE SUA VIDA

Você sabia que a sua postura tem relação com hormônios que comandam o seu comportamento? Isso mesmo: uma boa postura pode mudar o nosso estado de espírito e até o nosso metabolismo.

A emoção é transferida para o nosso comportamento e em como nos posicionamos, ou seja, você demonstra fisicamente aquilo que está dentro de você de forma subjetiva. Não precisamos de conhecimentos de anatomia e biomecânica para saber se a pessoa é autoconfiante ou não. Pessoas mais tímidas, retraídas com baixa autoestima costumam apresentar ombros mais caídos e flexão da coluna cervical (cabeça baixa) e o contrário acontece com pessoas confiantes, que apresentam peito estufado e queixo reto ou muitas vezes elevado.

E o melhor é que isso é uma via de mão dupla. Portanto, se você altera sua postura corporal, acaba alterando também sua emoção.

A psicóloga Amy Cuddy, professora da Universidade de Harvard, investigou como as pessoas julgam umas as outras e a si mesmo, e confirmou que nossa postura influencia em nosso comportamento. Se ficarmos 2 minutos numa determinada posição nosso organismo já sofre alterações, mudando nossa testosterona e os níveis de cortisol. “Se você agir poderosamente, você vai começar a pensar poderosamente”, constatou Cuddy.

Para comprovar a tese, ela e seus colegas das Universidades de Harvard e Columbia mediram os níveis dos hormônios testosterona (ligado ao impulso da luta) e cortisol (ligado ao estresse) de 42 pessoas que foram orientadas a ficar em posições expansivas ou contraídas (pernas e braços cruzados, ombros arqueados).

Veja, abaixo, as conclusões do estudo:


- Quem posou de poderoso teve aumento nos níveis de testosterona (ligado ao impulso de lutar) e queda nos de cortisol. É o perfil hormonal do “macho alfa”, o líder do bando.


– Os voluntários não sabiam que estavam participando de um estudo sobre posturas de poder. Os níveis dos hormônios dos foram através do exame salivar e medidos antes do início do experimento e 17 minutos depois da postura ter sido mantida por dois minutos.


– Eles também fizeram um discurso para uma plateia que não sabia qual era o objetivo da pesquisa. O público avaliou melhor aqueles que, antes da apresentação, ficaram, por exemplo, com os pés esticados sobre a mesa ou com as mãos na cintura como a “Mulher Maravilha” (poses que não foram reproduzidas no discurso).


Mudando sua postura, você prepara seus sistemas mentais e psicológicos para enfrentar desafios e situações estressantes e pode aumentar sua confiança e melhorar seu desempenho”, diz Cuddy.



O psicólogo João Oliveira, em entrevista, disse que se estivermos passando por uma situação de perigo, insegurança, devemos parar na posição de Super-homem, pois assim enviamos uma mensagem para nós mesmos de segurança e equilíbrio.

Para ele existem algumas posturas que nos fazem enfrentar situações de forma mais tranquila…

1º A do Super-homem ou Mulher-maravilha;

2º Com as mãos na cabeça, como se estivesse bem à vontade;

3º A posição do general: peito estufado, mãos para trás.

Ele disse ainda que, diante de uma situação de perigo, você pode parar na posição do Super-Homem por dois minutos, e tudo pode mudar: “Eu terei uma produção de testosterona, uma baixa do cortisol e vou me sentir mais à vontade até com a endorfina para enfrentar o desafio”.

Segundo o estudo, se dois minutos são suficientes para que ocorra essa mudança, imagina o que acontece com seu corpo quando você fica horas de cabeça baixa utilizando seu smartphone?


Vamos adotar uma nova postura!!!